segunda-feira, 19 de abril de 2010

Caso GVT - Solução muito além da excelente banda larga

Esta semana, numa visita à minha mãe me deparei com a instalação da linha telefônica e banda larga GVT, em substituição aos serviços que já existiam sendo fornecidos pela Operadora Oi.

Acontece que minha mãe utilizava-se de conexão via wireless, e o operador da GVT informava: a gente só traz a linha telefônica e o ponto de internet. Qualquer serviço além disso, como a configuração do roteador para transmitir o sinal wireless tem que ser fornecido por terceiros. "O senhor terá que procurar algum técnico".

Até hoje não conheço ninguém que discuta a qualidade dos serviços prestados pela GVT. A linha telefônica e a conexão de banda larga cumprem plenamente seus propósitos, são de confiança. Mas ela decepciona no item justamente por onde poderia prolongar seu encantamento: as necessidades que surgem a partir da contratação de seus serviços.

Minha mãe, que não é obrigada a entender de internet, não tinha como adivinhar que precisaria de um técnico além do que a GVT venho instalar. Ou seja, tinha uma conexão da Oi já configurada, mas a contratação dos serviços da GVT num primeiro momento trouxe, de cara, um problema.

Um exemplo claro, nos dias de hoje, de produto eficaz, mas onde falta a solução para as necessidades do consumidor. O resultado, então, é um desgaste inútil e, em muitos casos, inevitável.

Na minha humilde opinião, a operadora está perdendo uma oportunidade de estreitar mais ainda seu relacionamento com seus clientes. Poderia estender sua prestação de serviços com o oferecimento do simples serviço de configuração de internet a um custo mínimo, que inclusive poderia ser terceirizado.

Aí sim, a solução estaria completa.