sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Marca, logomarca ou logotipo?

Depois de discorrer entre a diferença entre propaganda e publicidade, julguei pertinente abordar também um outros termos com conceitos igualmente polêmicos. Trata-se dos que se referem a identidade visual das empresas/produtos.

Assim como nós nos utilizamos da escrita do nosso nome e também de nossa fotografia para nos identificarmos, as empresas utilizam-se destes elementos visuais para compôr sua identidade corporativa, buscando associar a eles todos os elementos intangíveis que caracterizam a empresa ou o produto.

Na época em que saí da faculdade de marketing eu me referia ao conjunto destes elementos visuais pela palavra logomarca. Por sinal, esta palavra já foi incorporada à lingua portuguesa, é só conferir nos dicionários.


Entretanto, os profissionais designers gráficos costumam se opor a este conceito. Segundo eles, pela etimologia da palavra grega (logo) ela significaria "palavra-marca", o que não teria sentido. Parece que essa idéia tem sido bastante difundida nos últimos anos.

Então, que palavra utilizaríamos em detrimento do desuso de "logomarca"?
Bom, não é certo substituí-la por logotipo, pois logotipo refere-se apenas a um dos dois elementos que podem ser utilizadas para referir-se a uma produto ou empresa. Em alguns casos, este elemento por si só já atende. Veja os exemplos a seguir:


"Logotipo" significa "grafia da palavra"
Mas existem casos onde o logotipo se associa a outro elemento que chamamos de símbolo. Eis alguns exemplos:


Mas existem ainda casos onde não há logotipo, mas apenas um símbolo cultivado após um bom investimento para associá-lo ao conceito e à empresa proprietária. É o caso da Shell, da Apple, da Wolkswagen, da Motorola e da Nike.


Nenhum destes símbolos nasceu assim. Todas as empresas às quais se referem puderam chegar a esta identidade visual após intensos investimentos. Porque a ausência de um nome escrito pressupõe um reconhecimento prévio da marca, que leve ao nome da empresa por associação.
Qual a importância de saber cada um destes conceitos?
Para um leigo, nenhum. Pode continuar se referindo a qualquer um deles como logomarca e será entendido e não estará cometendo nenhum erro de português.

Mas não convém a um profissional da área não conhecer estes conceitos, para que não seja questionado sobre o uso de um e de outro e não fique sem resposta.

Pelas razões acima descritas, evito usar a palavra logomarca e passo a utilizar identidade visual como o conjunto dos elementos pela qual uma empresa ou produto se identifica.